Pastor é proibido de orar com time antes dos jogos - voxnoar
Whatsapp (75) 8370-6060 / Fone (75) 3424-2048

Pastor é proibido de orar com time antes dos jogos






Como tradição, um time de futebol americano nos Estados Unidos se reunia com um pastor para orar antes dos jogos. No entanto, após a reclamação de ateus, o líder cristão foi impedido de manter o hábito.
A equipe do Tigers do Condado de Dawson, na Geórgia, costumava orar com o pastor Russell Davis antes de todos os jogos do ensino médio. Isso acontecia até que um vídeo com o momento de oração viralizou nas redes sociais.
No vídeo, Davis orou para que os jogadores reconhecessem o propósito de Deus em suas vidas.
“A Palavra diz que compeliram [Simão] a carregar a cruz, então Jesus foi para o monte e ganhou a vitória na cruz”, orou o pastor, segundo as imagens. “O objetivo de vocês esta noite não é morrer na cruz, não é morrer no campo de batalha. Estamos chamando vocês hoje para carregarem a cruz [uns dos outros]”.
Depois que o vídeo se espalhou, a organização ateísta Freedom From Religion Foundationenviou uma carta ao distrito escolar exigindo que o pastor fosse demitido.
“As escolas não podem nomear ou contratar um capelão, procurar um líder espiritual para os estudantes ou ter um voluntário ensinando aos filhos de outras pessoas que o caráter se baseia nas crenças religiosas, porque as escolas públicas não podem promover a religião”, diz um trecho da carta.
O distrito escolar respondeu com um memorando informando que a equipe e os voluntários não iriam mais orar com os alunos.
“O distrito está comprometido em cumprir os princípios estabelecidos na Primeira Emenda, incluindo a Cláusula de Estabelecimento, protegendo os direitos dos estudantes de exercerem seus direitos de liberdade religiosa segundo a Constituição”, escreveu o advogado do distrito, Philip Hartley.
“O superintendente conversou com os envolvidos e está confiante de que qualquer oração no ambiente escolar que envolva estudantes será voluntária, iniciada pelos estudantes e dirigida pelos estudantes, a fim de proteger os direitos de todos os alunos no distrito”, Hartley acrescentou.
Por outro lado, o ativismo dos ateus não impediram que a tradição de fé continuasse. De acordo com o jornal Dawson County News, a equipe continuou mantendo as orações antes dos jogos.
Fonte: Guia-me / com informações da CBN News
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial