HOJE: Dia Mundial do Diabetes - voxnoar
Whatsapp (75) 8370-6060 / Fone (75) 3424-2048

HOJE: Dia Mundial do Diabetes







Nesta quarta-feira (14/11) é comemorado em todo o mundo o DIA MUNDIAL DO DIABETES, uma doença crônica que se caracteriza pelo aumento constante dos níveis de glicemia no sangue. A data vale como um alerta para cuidados com a saúde e com hábitos alimentares adequados, com objetivo de evitar a obesidade e o sedentarismo.
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que 16 milhões de brasileiros sofrem de diabetes. Ainda de acordo com a instituição, a taxa de incidência da doença cresceu 61,8% nos últimos dez anos.
O Rio de Janeiro aparece como a capital brasileira com maior prevalência de diagnóstico médico da doença, com 10.4 casos a cada 100 mil habitantes. O diabetes é uma epidemia global e o Brasil ocupa o 4º lugar no ranking dos países com o maior número de casos, atrás de China, Índia e Estados Unidos.
Vários fatores desempenham papel importante para este crescimento em países em desenvolvimento: obesidade, sedentarismo, alimentação inadequada. Além disso, as complicações (retinopatia, doença renal do diabetes, amputações, infartos e derrames) ainda são frequentes embora dados de mortalidade tenham apresentado discreta queda.
Os sintomas mais comuns do Diabetes são: muita sede, rápida perda de peso, muita fome, cansaço inexplicável, grande vontade de urinar, dificuldade para cicatrização, infecções frequentes, visão embaçada e falta de concentração. Caso apresente um ou mais sintomas, procure orientação médica imediatamente.

FIQUE ATENTO!
Doença caracterizada pelo aumento de açúcar no sangue não é provocado pelo exagero no consumo de doces, mas pelo aumento de peso provocado por hábitos alimentares errados, associado à falta de atividade física. O excesso de calorias ingeridas, que não é utilizada para o gasto energético, acumula-se na forma de gordura, levando ao aumento do risco do desenvolvimento do Diabetes.
É importante ficar atento aos sinais que indicam a presença do Diabetes:
Aumento de sede e do apetite;
Aumento das vezes que a pessoa urina;
Alteração visual;
Boca seca;
Emagrecimento e fraqueza.
Pessoas que têm histórico familiar de Diabetes, como mãe ou pai com a doença, devem ficar atentos e incluir no dia-a-dia a prática de atividade física e evitar o aumento de peso. O vilão das dietas não é o açúcar ou gordura, mas o excesso de calorias ingeridas.
Diabéticos podem ingerir doces de forma equilibrada, em pequena quantidade, desde que reduzam o total de carboidratos durante o dia. Devem também aumentar a prática de atividade física, para “queimar” o excesso ingerido ou aumentar a dose de insulina antes das refeições. Outra opção é o uso de adoçantes.
O ideal é sempre ter a orientação de um nutricionista ou endocrinologista. Viver com diabetes não pode virar um fardo, mas um alerta para controlar a alimentação equilibrada e uma vida saudável.

Fonte: FioCruz/Sociedade Brasileira de Cardiologia/ Site da CONTEC
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial