STF julga novo pedido de liberdade de Lula - voxnoar
Whatsapp (75) 8370-6060 / Fone (75) 3424-2048

STF julga novo pedido de liberdade de Lula

A defesa argumenta que o fato de Moro assumir um ministério de Bolsonaro indica que houve interesse político e imparcialidade na condenação





A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) prevê para esta terça-feira (4) o julgamento de um novo pedido de liberdade ingressado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desta vez, os advogados questionam se houve parcialidade de Sérgio Moro na condenação do petista usando como base a posição do magistrado em assumir um ministério no governo de Jair Bolsonaro. 


Moro foi o responsável para condenação de Lula em primeira instância, na 13ª Vara Federal de Curitiba, no caso do triplex do Guarujá. A defesa do ex-presidente já tentou diversas vezes tirar o processo da responsabilidade do juiz alegando interesse político. Para os advogados, o futuro ministro de Bolsonaro foi tendencioso na condução das investigações e execução da sentença em segunda instância.


Compõem a segunda turma os ministros Edson Fachin, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes.


Lava Jato

Desde que Moro foi exonerado para assumir o ministério, a Operação Lava Jato ficou sob o comando da juíza substituta, Gabriela Hardt, temporariamente. Ela despacha até que seja escolhido um novo titular. A definição será feita pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), segunda instância da Operação.


Conforme o procedimento previsto, o TRF-4 deve abrir um processo de seleção. O principal critério para a escolha é o tempo de magistratura.


Jornal - Destak


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial